O que não se pode evitar

julho 5, 2011 at 1:54 pm (Uncategorized)

Começamos assim: você brincando de gostar de mim e eu brincando de acreditar.

Acredito que quase imediatamente tenha te chocado com alguma das minhas frases, ou com o carinho que lhe atribuía. Logo você falou sobre não se envolver, então ríamos alto dos casais em volta e nos gabávamos da auto-suficiência amorosa que tanto tentamos provar pro outro. E eu sei que o teu motivo está preso no passado e tive vergonha de te contar tudo o que sei que sei sobre você. Você sofreu. Você sofreu e culpou todas as mulheres pelo erro de uma. Sei e me compadeço da tua experiência.

Então nos oferecemos companhia. Uma madrugada tive fome e você apareceu na minha porta “sanduíche de queijo branco?”. Nem muitos assuntos tínhamos, nos faltavam coisas em comum. Criamos um jeito novo de nos relacionar, monossilabicamente excitante. Passávamos bastante tempo juntos, falávamos sobre uma infinidade de assuntos e eu tinha a impressão de não estarmos dizendo nada um ao outro. O que fazíamos em todo aquele tempo juntos já que não estávamos nos conhecendo?

Mas você não me cobrava. E em troca eu não te cobrava. Eu não te dizia palavras bonitas da boca pra fora e você não fazia por mim aqueles gestos grandiosos que tanto quis de outrem… Só o espontâneo. Gostei de você por isso, pela franqueza das tuas limitações. Talvez você tenha gostado de mim pelo excesso de compreensão. E todas as noites antes de dormir podia encostar minha cabeça no teu peito.

Na primeira noite eu não dormi. Já te disse? Fiquei quietinha, olhando você sonhar e me perguntando se estaria prestes a me envolver só porque havíamos combinado o contrário. E, pelo simples fato de essa pergunta ter existido mesmo que por um segundo dentro da minha cabeça, significa que eu nunca realmente cumpri o pré-requisito. Preciso pedir desculpas por isso? Você é tão bonito dormindo…  Gravei cada sopro de respiração na minha retira e quando sinto tua falta recorro às imagens arquivadas na memória. “Tão bonito”.

Durante uma de nossas conversas, deitados, enquanto encarávamos o teto sob nossos corpos cansados, você resmungou “o que foi, meu ammm…?!”. Tua cicatriz calou  o substantivo antes de seu fim, mas levou consigo qualquer sentido antes implícito. 

Acho que quebrei a única regra que já tivemos. 

Mas você não me cobra e eu nao te cobro.
Acho que na verdade começamos assim: você gostando de mim em tom de brincadeira e eu achando que sabia brincar. 

Anúncios

33 Comentários

  1. @deborazanini said,

    Lindo d+!
    Desejo sorte! Vc merece…

    Bjo

  2. Pedrita said,

    Amei, como sempre amo todos.

  3. @luuaanacarolina said,

    muito lindo, muito lindo MESMO!

  4. Samanta C. said,

    Lindooooo! 😀

  5. Helena Abdalla said,

    LINDO DEMAIS !!! *-*

  6. umpoucodepaz said,

    Perfeito, sem mais.

  7. ranytavares said,

    A forma mais simples de gostar de alguém. Perfeito!

  8. tamirissouza said,

    Você escreve muito bem, Nicolle. É incrível.
    Parabéns.

  9. Nina said,

    Texto lindo. Sem mais.

  10. Julielle Teixeira said,

    Sinceridade e puro amor. Lindo lindo.

  11. Alessandra Cioqueta said,

    Sempre leio teus textos, mas esse me tocou mesmo. Confesso que me identifiquei 🙂
    E parabéns pelos textos, tu escreve muito bem.
    Beijos.

  12. Velhas novidades. said,

    Incrível!

  13. @joaoheiv said,

    Parabens 🙂

  14. Paloma said,

    Adorável, cada pedacinho.

  15. Rosie got a gun said,

    Gostoso de ler (:

  16. bete said,

    Você pode fechar seus olhos para as coisas que não quer ver, mas não pode fechar seu coração para as coisas que não quer sentir.” Diga isto para seu namorado

  17. Cíntia Violatto said,

    Lindo, lindo e lindo do começo ao fim. É tudo o que eu gostaria de falar para um certo alguém.
    Parabéns Nicolle, textos lindos.

  18. Raissa said,

    Como já disseram acima, esse texto fala sobre a forma mais genuína de gostar de alguém…
    Parabéns por retratar essa “mágica” tão fielmente. Você tem um dom 🙂

    :*

  19. H. said,

    É meio irrelevante eu vir aqui e dizer tudo o que eu acho, e tudo o que eu imagino ao ler cada texto teu. Eu já te acompanho a tempos, a uns 4 anos? Talvez seja por aí…
    Cada texto que procuro criar pessoas na minha cabeça, pessoas que eu não conheço e nunca vou conhecer, e criar uma história em cima desses textos, em forma de roteiro. Eu sempre quis sentar e conversar com você. Tentar imaginar como deve ser você, como deve ser a forma que tu se pronuncia, e se tudo o que tu escreve transparece no teu olhar.
    Como você é? Como tu vive e escreve dessa forma metafória tão perfeitamente?
    Você sabe lidar? O que é a vida? O que é o amor? Qual é o sentido de ambos?
    Eu queria chamar a tua atenção, e não sei como fazer isso.
    Guria, tu não é grande só na altura… esse coração é bem maior.

  20. Maiara said,

    Cada vez melhor! Orgulhinho de você.

  21. Dailani said,

    MARAVILHOSO do ínicio ao fim, com as palavras mais simples, mas as mais lindas. Parabéns mais uma vez Ni! =*

  22. osloucossabem said,

    Esse seu texto descreveu quase exatamente o que aconteceu comigo. Duas pessoas que se gostavam com medo de se envolver. Seus textos sempre retratam momentos vividos na vida das pessoas, e a forma que você os descreve, o dom que você tem para os descrever é o que nos faz ver tudo de uma forma mais ‘clara’, eu diria. Parabéns por esses textos maravilhosos e obrigada por disponibilizar-los para nós! Sou uma grande fã! Beijo! (:

  23. @carlareiis said,

    E me faltam palavras pra elogiar esse belo texto que acabei de ler, porque de fato parece que nada vai está á altura, lindo!

  24. Ni said,

    EI Ni não desista, não tenha medo.

    Se você quer mesmo, corre atras.

    Você sabe e ele sabe. (mas ele tem medo de admitir)

    Vai lá.

  25. Ni said,

    http://migre.me/5ccfy

    Pense.

    Vale a pena.

  26. Ni said,

    Então diga que não vai sair da minha vida
    Diga que não passa de mentira
    Quando dizem que o amor morreu
    Então diga que o tempo fecha todas as feridas
    E que pra nós existe uma saída
    Que nem por um segundo me esqueceu

  27. Ni said,

  28. Kathleen said,

    Simplesmente fabuloso o seu texto.
    Parabéns mesmo por todo esse dom seu de transformar
    sentimentos, ocasiões, acontecimentos, em palavras tão belas.
    Pra mim, não há nada mais libertador e encantador, do que escrever, por isso é que sou tão apaixonada por isso.
    Beijos.

  29. Danielle Katrine said,

    Simples e calmo. Incrível, parabéns!

  30. inquadrado said,

    Sempre digo que as pessoas nascem com algum dom, e vc tem o dom da escrita,é perfeito o que escreve, me encaixo em alguns na maioria das vezes, acompanho ja faz tempo seu blog.Queria poder me expressar desta forma através de palavras tb.Parabéns!

  31. Renato said,

    Não que isso afete seu ego ou seu talento, mas eu sou teu fã. Daqueles viciados, que leem embasbacados, imaginando seu semblante enquanto escrevia. Parabéns, você merece todo sucesso do mundo.

  32. Isabelle said,

    Texto muito lindo, você realmente escreve bem. Achei o blog por um outro que eu leio, vou tentar acompanhar… meus parabéns. Consegue expressar todo o sentimento em palavras, coloca seu coração numa página da internet, de forma maravilhosa.

  33. O que não se pode evitar (via Liveinskin’s Blog) « Medeixaviver's Blog said,

    […] Começamos assim: você brincando de gostar de mim e eu brincando de acreditar. Acredito que quase imediatamente tenha te chocado com alguma das minhas frases, ou com o carinho que lhe atribuía. Logo você falou sobre não se envolver, então ríamos alto dos casais em volta e nos gabávamos da auto-suficiência amorosa que tanto tentamos provar pro outro. E eu sei que o teu motivo está preso no passado e tive vergonha de te contar tudo o que sei que sei … Read More […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: